Views
5 months ago

edição de 14 de janeiro de 2019

  • Text
  • Mercado
  • Brasil
  • Marca
  • Anos
  • Marcas
  • Janeiro
  • Propmark
  • Jornal
  • Marketing
  • Publicidade

STORYTELLER

STORYTELLER Kladyk/iStock Mulheres, cautela! “O presente é horrível e por isso o futuro é negro” Lula Vieira ara que não se me atire o impropério “Pde reacionário, desiludido ou pessimista, citarei no decurso deste texto a autorizada opinião de alguns homens que não se confundem com a obscuridade de quem subscreve este artigo. O que acontece é que torna-se imprescindível uma imediata reação por parte dos homens, notadamente os chefes de família, para que o mal não se amplie ainda mais do que se tem alastrado. Digo eu que cada chefe de família que ainda não perdeu a sensatez e a prudência está na obrigação inadiável de aumentar os cuidados em sua casa e no dever imperioso de, sem subterfúgios, sem evasivas, sem tibiezas, arrancar as filhas e mulheres dessas atitudes que contrariam o bom senso e a dignidade como se observa hoje na vida social. Cada chefe de família, repito, tem a necessidade rigorosa de prestar atenção para o traje e os pensamentos das filhas e da consorte, para lembrar-lhes aquilo que demonstrem que esqueceram do código da virtude. É crime de lesa-pátria o chefe de família que não afasta do lar dos ares envenenados de fora e, sob o irrisório pretexto de que é moda ou pensamento geral, invadem seu domínio pela linguagem chula, pelos pensamentos inadequados, pelos trajes e pelas atitudes que comprometem. Não me caberia a honra desmedida de ser brasileiro se deixasse passar a ocasião que se me oferece a ventilar este problema. Sei bem que corro o perigo de resvalar no ridículo e escorregar na zombaria. Não existe cena mais inapropriada do que um cavalheiro de minha profissão vir a público pregar sermões de moral. Dou de ombros. Suportarei com paciência o peso do ridículo se minha voz repercutir num só ouvido. É preciso que se ouça com atenção o que os grandes educadores, os verdadeiros líderes espirituais, as autoridades médicas alertam. Estamos – e trata-se de conclusões respaldadas pela ciência – no limiar da definitiva degradação da espécie e das conquistas civilizatórias. A mulher nasceu para viver no lar e respirar na família conforme nos ensina a natureza em sua sábia e divina evolução. Hoje já corre o mundo o provérbio francês que ‘mulher fora de casa está dentro do perigo’. O trabalho masculino exercido pela mulher lhe amortece a inclinação pela família, brutaliza seus sentimentos, lhe dá hábitos impróprios e lhe rouba a timidez própria do seu sexo. Se ela trabalhando foge das responsabilidades do lar e pensa que se torna livre, submete-se em realidade à escravidão e à dependência de suas funções públicas. O convívio entre homens que não podem respeitá-la pela ausência de laços de parentesco só lhe é nocivo. As homenagens que seus companheiros de trabalho lhe emprestam são iguais às que as abelhas rendem às flores que têm viço e perfume, poluindo-as aos poucos e murchando-as lentamente, aniquilando-as para sempre. O presente é horrível e por isso o futuro é negro. Mães brasileiras, alerta! Moças brasileiras, cautela! Seja vosso lema, vosso estandarte a vossa bandeira, a expressão latina da virtuosa mulher romana Cornélia Graccio inscrita no frontispício de seu lar: PROPUDOR. Isto significa que se espera da mulher compostura, decência, pudicícia, sensatez, virtude e pureza nos costumes”. Este texto, evidentemente editado por mim, respeitando a ideia original e obedecendo o espírito do linguajar, foi publicado na Revista Souza Cruz, em maio de 1926, assinada por Gabriel Bandeira de Faria. Eu recebi de presente de Natal a coletânea em edição especial e a tenho lido como um documento precioso da evolução (ainda que tímida) das conquistas sociais e do progresso da sociedade nestes anos. Suprimi, nesta primeira fase, alguns conceitos datados que poderiam, antes da revelação da idade do texto, suprimir a graça da coisa. Pois Gabriel Bandeira de Faria cita muitos doutores que garantem que as danças modernas (para a época, claro) são terríveis para a saúde da mulher, trazendo (sic) “atrasos orgânicos terríveis, inclusive perturbações circulatórias”. E mais, comemora à certa altura o tal Gabriel que felizmente nossos legisladores “ainda não cometeram a loucura de conceder o voto às mulheres” e que “enquetes recentes” mostram que 90% dos homens entrevistados confessaram que preferiam jamais casar com suas companheiras de danças, pois não há esperanças para as moças que se enlaçam com homens em público, causando a si mesmas males físicos e psicológicos. Este artigo tem menos de 100 anos. Evoluímos muito, se observarmos algumas opiniões de nossos contemporâneos? É só uma pergunta. Lula Vieira é publicitário, diretor do Grupo Mesa e da Approach Comunicação, radialista, escritor, editor e professor lulavieira@grupomesa.com.br 28 14 de janeiro de 2019 - jornal propmark

arena do esporte Danúbia Paraizo danubia@propmark.com.br skynesher/iStock Endorfina criativa Break 1 As semifinais da NFL acabam de rolar no último fim de semana, aumentando as expectativas para o Super Bowl, final do campeonato nacional de futebol americano, no próximo dia 3 de fevereiro. O evento televisivo de maior audiência da atualidade será realizado no Mercedes-Benz Stadium, em Atlanta, com o desafio de superar os resultados de 2018, que, embora superlativos, foram inferiores às últimas edições. Ainda que no ano passado a partida tenha alcançado a maior audiência da TV ao vivo, superando a abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno e o Oscar, com 103,4 milhões de espectadores no canal NBC, a marca foi a menor desde 2009. A prática de esporte sempre esteve presente na minha vida já que, desde pequeno, participo de competições. Sou praticante de equitação há mais de 20 anos, boxe há mais de dez anos e jiu-jítsu há cinco. Foi neste trio que encontrei minha satisfação.” Marcelo Ramos, CEO da Mestiça Divulgação Break 2 Agora com a transmissão no canal CBS, as expectativas são altas. Pelo menos do ponto de vista dos anunciantes, a ansiedade é dobrada, principalmente porque o valor cobrado pelos 30 segundos do break permaneceu o mesmo: US$ 5 milhões. A AB Inbev é por enquanto o anunciante que mais vai investir: o grupo levará as marcas Budweiser, Bud Light, Michelob Ultra, Stella Artois e Bon & Viv SpikedSeltzer em um total de oito comerciais e quase seis minutos de propaganda. O grupo Pepsico tradicionalmente também aposta alto. Nesta temporada levará as marcas Pepsi, Doritos e Bubly ao Big Game. Audi, Toyota, Hyundai, Kia e Mercedes-Benz também já confirmaram presença. Divulgação Precisão Os números e estatísticas dos times participantes da 14ª edição do Florida Cup foram apresentados nas placas de campo patrocinadas pela Gillette durante o torneio. Patrocinadora oficial da competição, que neste ano trouxe confrontos entre clubes brasileiros (Flamengo e São Paulo) e europeus (Ajax Amsterdam e Eintracht Frankfurt), a marca de lâminas de barbear criou os “Precision Billboards” para oferecer dados precisos sobre os lances e jogadores de cada time. O projeto, criado pela agência Grey Brasil, tem apoio da Kin Analytics, empresa de consultoria internacional especializada em soluções avançadas de análise de dados para futebol. Realizado de 10 a 12 de janeiro, em Orlando, o torneio foi transmitido com exclusividade em TV aberta pela Band, e na TV paga, pelo SporTV. Lendas O Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLol) anunciou novos patrocinadores e parceiros comerciais para a temporada 2019. Além do patrocínio máster de Gillette, o torneio passa a contar com a Red Bull para apoiar a competição. A marca de energéticos já mantém um formato próprio no segmento de eSports - o Red Bull Player One -, mas aproveitará o CBLol para trazer experiências e se aproximar dos fãs de League of Legends. Outra mudança é a ampliação da parceria com o grupo Globo, que passa a transmitir todas as partidas do torneio aos sábados no canal SporTV. Canarinho A CES (Consumer Electronic Show), maior feira de tecnologia do mundo, foi o lugar escolhido pela SEMP TCL para anunciar seu patrocínio à seleção brasileira de futebol. O contrato tem duração de três anos e contempla exposição nas propriedades estáticas da seleção, como placas em campo de treino e logo nos backdrops de entrevistas. jornal propmark - 14 de janeiro de 2019 29

edições anteriores

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.