Views
1 year ago

edição de 6 de junho de 2016

  • Text
  • Brasil
  • Junho
  • Propmark
  • Mercado
  • Jornal
  • Paulo
  • Marca
  • Ainda
  • Marketing
  • Mundo

mídia Elemidia quer

mídia Elemidia quer expandir os negócios para o exterior Empresa cresceu, nos primeiros três meses deste ano, 70% em relação ao mesmo período de 2015 Alê Oliveira Vinícius noVaes Europa seria um bom local para analisarmos fu- “A turas oportunidades”. Esta é a afirmação de Claudio Ferreira, diretor nacional de publicidade da Elemidia, sobre a expansão dos negócios. A empresa estuda expandir os negócios e desembarcar, no futuro, em terras europeias. “Existem países na Europa que têm a publicidade bem desenvolvida, mas não encontramos ainda nada parecido com a Elemidia. A gente precisa de conteúdo, audiência e um mercado de publicidade desenvolvido”, destaca o executivo, que está há quase um ano no comando da área comercial da empresa de mídia exterior. Por enquanto, além do Brasil, a Elemidia tem atuação apenas na Argentina. “Mas já estamos olhando para o mundo”, avisa. “O nosso maior concorrente, hoje, está nos Estados Unidos, onde tudo é 100 vezes maior do que por aqui. A Elemidia tem 13 mil pontos no Brasil e a nossa concorrente, 10 mil pontos nos Estados Unidos. Nós somos os maiores do mundo”, garante Ferreira. O bom momento que a companhia vive – apesar da crise – deve-se a uma estratégia simples. Ferreira garante que, em tempos de crise, o ideal não é dobrar a equipe de vendas, mas, sim, dobrar a força dessa equipe. “Se você fizesse, em um tempo sem crise, dez visitas para cobrir o seu objetivo, num período de recessão, você precisa fazer 20, 30. Você precisa falar mais das características do seu negócio”. Os resultados, no entanto, já estão aparecendo. No segundo semestre do ano passado, a Elemidia cresceu 19% em relação “ExistEm paísEs na Europa quE têm a publicidadE bEm dEsEnvolvida, mas ainda não Encontramos nada parEcido com a ElEmidia” ao mesmo período de 2014. E, apenas nesses três primeiros meses, a empresa cresceu 70% em relação aos três primeiros meses do ano anterior. Além da estratégia da área comercial, a Elemidia também expandiu os seus negócios. A empresa agora também está presente em condomínios residenciais da capital paulista. De acordo com Ferreira, até o fim deste ano, a ideia é que 600 torres já estejam com os televisores da Elemidia. O conteúdo, no entanto, é diferente. O executivo explica que é preciso fazer uma curadoria jornalística. “Não tem tragédia nos condomínios residenciais, porque no elevador tem criança, tem a avó da criança. Além disso, tem uma parte destinada aos avisos do próprio condomínio, que veio para substituir os que antes eram feitos por meio de papéis colados nos elevadores”. O diretor nacional de publicidade da Elemidia, Claudio Ferreira, na sede da empresa, em São Paulo: olhos voltados para o mundo Recentemente, o Instituto Datafolha realizou uma pesquisa e revelou que a Elemidia possui 96% de atenção do público – em 2014, esse número, também de acordo com o Datafolha, era de 94%. A pesquisa mostrou, ainda, que 97% dos entrevistados consideraram o conteúdo da Elemidia útil, 91% afirmaram que é um meio de comunicação inovador e 89% disseram que as telas trazem informações confiáveis. Além disso, cerca de quatro em cada dez entrevistados lembraram de propagandas exibidas nos monitores da Elemidia. Ainda segundo o Datafolha, metade dos entrevistados afirma que assistir às propagandas nas telas da Elemidia os influencia na compra de produtos e 47% dizem já ter pesquisado mais sobre alguma notícia à qual tiveram acesso por meio da empresa de mídia. 16 6 de junho de 2016 - jornal propmark

QUEM NÃO PARTICIPA PERDE A VEZ. 15º MARKETING BEST SUSTENTABILIDADE INSCREVA SEU CASE Um prêmio da Editora Referência e do MadiaMundoMarketing INSCRIÇÕES: marketingbest.com.br

edições anteriores

Receba nossa newsletter

CADASTRAR

© Copyright 2000-2017 propmark o jornal do mercado da comunicação. Todos os direitos reservados.